Carregando...
Artistas em pesquisaHistória da Arte

IMAGINÁRIO PERIFÉRICO

(por Monique Araújo)

Batizado de “Imaginário Periférico”, o coletivo de artistas, que surge oficialmente no ano de 2002, é representado originalmente por seis artistas. A maioria deles se conheceram na Escola de Belas Artes, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Hoje, o grupo é composto por Claudio Cambra, Deneir de Souza, Jarbas Lopes, Jorge Duarte, Julio Sekiguchi, Orlando Brasil, Raimundo Rodrigues, Roberto Tavares e Ronald Duarte.

A principal proposta do coletivo de artistas é descentralizar o circuito de arte e discutir a existência de um ponto geográfico determinante para o acontecimento da arte e ampliar para as áreas periféricas o cenário tanto da produção de artistas oriundos dessas regiões, quanto tornar acessível para o público os espaços de arte contemporânea – sobretudo, na Baixada, dando ênfase às propostas inovadoras da periferia do Rio, onde diversas pesquisas são desenvolvidas, potencializando a riqueza cultural da cidade. 

Idealizado, de início, para exposições itinerantes no SESC, o Imaginário Periférico cresceu e incorporou artistas com e sem formação acadêmica, cujas obras se realizam em pinturas, esculturas, poesia, objetos, instalações, música, performances e materiais diversos tanto quanto são diversas as concepções que esses artistas têm do seu ofício.

Coletivo Imaginário Periférico, Jornal O Globo.

 O grupo trabalha com materiais não convencionais, considerados “não-nobres”. A diversidade tanto do grupo, quanto do trabalho, permite uma multiplicidade dos processos artísticos, uma espécie de terreno fértil para a principal base da arte: a criatividade. Além de também ampliar o público, o movimento hoje, segundo consta no site do grupo, conta com mais de 485 artistas de vários lugares. O coletivo é um exemplo de como artistas contemporâneos elaboram estratégias criativas e irônicas, contribuindo para a ampliação de um circuito tão delimitado no campo das Artes.

REFERÊNCIAS

ACERVO DO IMAGINÁRIO PERIFÉRICO

http://acervoperiferico.blogspot.com/2009_03_30_archive.html Acesso em 5 de dezembro de 2020.

A Transição Discursiva do Imaginário Periférico nas Relações entre Arte e Política Cultural

<http://artcontexto.com.br/artigo-edicao03_renata_gesosimo.html> Acesso em 5 de dezembro de 2020.