Carregando...
História da Arte

RUGENDAS

por Miriam Machado.

Pintor, desenhista e gravador, Johann Moritz Rugendas nasceu na Alemanha em 1802.

De uma família de gerações de artistas, seu aprendizado começou ainda criança, com o pai. Na adolescência frequentou o ateliê de Albrecht Adam e depois ingressou na Academia de Belas Artes de Munique.

Veio para o Brasil em 1821, como desenhista documentarista da Expedição Langsdorff. Em 1824, o artista abandona a expedição e continua, sozinho, o registro dos tipos físicos, costumes, paisagens, fauna e flora brasileiros.

Nessa sua primeira estada no Brasil, Rugendas privilegia o desenho, ocasionalmente colorindo com aquarela. “[…] foi no desenho que o artista encontrou a melhor maneira de expressar sua percepção dos países visitados […]” (PROENÇA, 2006, p.214). Reunindo essas obras, ele publica o livro “Viagem pitoresca através do Brasil”.

Rugendas foi um dos principais ilustradores do Novo Mundo no século XIX e, embora ele crie imagens idealizadas, nos retratos etnográficos e nas cenas da vida cotidiana, seu livro é considerado, até hoje, um dos mais importantes documentos iconográficos sobre o Brasil do século XIX. Essa publicação tem, entre outras, uma seção destinada aos usos e costumes dos índios e outra aos usos e costumes dos negros.

Em uma segunda viagem (1831 a 1847) para registrar o continente americano ele passa pelo México, Chile, Peru, Uruguai, Argentina e Brasil. Depois disso volta à Europa.

REFERÊNCIAS

JOHANN Moritz Rugendas. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa707/rugendas>. Acesso em: 03 de Jul. 2020. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7

PROENÇA, Graça. História da Arte. São Paulo: Editora Ática, 2006.