Carregando...
Publicações

MAPA-VISUAL: NARRATIVA DIGITAL NO ENSINO DE ARTE

RESUMO
Esse artigo expõe algumas estratégias metodológicas digitais para o ensino de Artes Visuais e História
da Arte na educação básica. Por iniciativa do Projeto de Pesquisa acadêmica / PIBIC de uma
universidade pública do Rio de Janeiro, surge a proposta de dinamização curricular balizada a partir do
estudo dos programas de livros didáticos e dos materiais de apoio pedagógico das redes públicas e
privadas de ensino. Para tanto, procura-se expandir eixos temáticos, tais como Etnias; Retratos;
Registros; Ritos e Religiões; Cidade; Trabalho; Autorretratos etc. que definimos como Mapas-Visuais.
Em diálogo com a historiografia da arte atemporal; com a pesquisa e difusão de acervos museológicos;
com a repercussão alegórica de registros artísticos estrangeiros; com o estudo acerca da trajetória e
biografia de artistas visuais contemporâneos somados, ainda, com a repercussão das linguagens estéticas
híbridas provenientes da cultura visual cotidiana são propostas narrativas entendidas como rizomas
estéticos ligados à identidade e cultura nacionais. As narrativas experienciadas vêm sendo publicadas
num endereço eletrônico – criado pelo grupo de pesquisa – e voltam-se à promoção de processos autorais
de docentes e licenciandos da área. Espera-se, deste modo, que os vieses entre memória e patrimônio
culturais tornem-se mais relevantes no ambiente escolar para o desencadeamento do processo crítico de
formação identitária da juventude.

Palavras-chave: Mapas-visuais; ensino de Arte; narrativa digital; educação básica; processos autorais
docentes.

https://editorarealize.com.br/index.php/artigo/visualizar/68842